Skip to Content

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE PROBLEMAS COM O SEU OPERADOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE PROBLEMAS COM O SEU OPERADOR

Reclamar à ANACOM

Ouvir com ReadSpeaker

Apresentar uma reclamação

Caso pretenda apresentar uma reclamação a um operador de serviços de comunicações eletrónicas ou de serviços postais deve fazê-lo através do livro de reclamações eletrónico. Esta plataforma permite-lhe apresentar uma reclamação diretamente ao operador, que dispõe de um prazo de 15 dias úteis para lhe enviar uma resposta.

A reclamação apresentada no livro de reclamações em formato eletrónico tem a mesma validade da reclamação apresentada no livro de reclamações em formato físico.

A ANACOM terá conhecimento, quer da reclamação que apresentou, quer da resposta que lhe tiver sido enviada pelo operador.

Contacte o nosso serviço de atendimento ao público e esclareça as suas dúvidas através do número gratuito 800 206 665, de 2.ª a 6.ª feira das 9h00 às 16h00.

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre livro de reclamações
Perguntas frequentes sobre resolução alternativa de conflitos

 

Que informação é necessária para denunciar irregularidades à ANACOM?

 Se verificar que o seu operador não cumpriu as regras aplicáveis, é importante que apresente uma reclamação à ANACOM.
 
Ainda que a ANACOM não tenha, por lei, competência para mediar ou resolver conflitos entre os operadores e os seus clientes, a informação que nos é transmitida pelos utilizadores ajuda-nos a detetar e a corrigir comportamentos irregulares no mercado, bem como a identificar situações em que podemos vir a reforçar a proteção dos utilizadores.

Com a sua reclamação, é importante que nos envie sempre dados completos sobre a sua identidade e sobre o seu contrato (operador e número de cliente ou número de telefone associado à conta de cliente, etc.), uma descrição clara do problema que motiva a reclamação, bem como todas as informações e documentos de que disponha e que ajudem a comprovar os factos que alegar.

Em algumas matérias, há informação particularmente útil que deve juntar, se possível e se aplicável no seu caso concreto:

  • Contactos com call centers: número de telefone para o qual ligou; número de telefone a partir do qual ligou; data e hora da chamada; o número para o qual foi reencaminhado;  número de telefone que o contactou; número de telefone através do qual foi contactado; identificação do operador de call center.
  • Venda do serviço: cópia do contrato, caso tenha sido celebrado por escrito, ou indicação de data e meio através do qual contratou o serviço; cópia das comunicações trocadas com o operador.
  • Alteração do contrato pelo operador: cópia do pré-aviso de alteração do contrato, ou indicação de que não o recebeu; informação sobre a alteração unilateral efetuada pelo prestador.
  • Suspensão de serviços: data da suspensão do serviço; cópia do pré-aviso de suspensão e  indicação da data em que o recebeu, ou a indicação de que não o recebeu.
  • Desbloqueamento de equipamentos: o seu número de telemóvel ou a referência que identifica o(s) equipamento(s) que pretende desbloquear; data da compra do equipamento; se o contrato tem ou não período de fidelização e qual a sua duração, caso tenha adquirido o equipamento associado a um contrato de prestação de serviços; cópia do contrato, caso tenha sido celebrado por escrito; data da apresentação do pedido de desbloqueamento do equipamento e comprovativo desse pedido.
  • Portabilidade de números: número(s) de telefone a portar; data da apresentação do pedido de portabilidade; cópia do pedido de portabilidade; indicação do período (datas e horas) durante o qual o serviço esteve interrompido; data da conclusão da portabilidade.
  • Cancelamento de serviços: data em que o pedido de cancelamento foi feito e meio utilizado (carta, fax, e-mail, etc.); comprovativo da apresentação do pedido de cancelamento (cópia do e-mail, registo do envio de fax, cópia da carta com registo do envio, se for o caso, etc.); cópia da comunicação do operador a confirmar o cancelamento e indicação da data em que a recebeu, ou a indicação de que não a recebeu; cópia de comunicação do operador a solicitar informação ou documentação em falta e indicação da data em que a recebeu; data da ocorrência dos factos que descrever; localização das lojas a que tenha recorrido.
  • Chamadas de valor acrescentado (números iniciados por 6, 7 e 8): identificação do seu operador do serviço telefónico; número de telefone através do qual realizou a chamada; número para o qual ligou; cópia da fatura da qual conste a cobrança da chamada em causa.
  • Mensagens de valor acrescentado: número de telefone através do qual recebeu as mensagens em causa; número do remetente das mensagens de valor acrescentado (número curto iniciado por 6 ou outro); cópia da fatura da qual conste a cobrança das mensagens de valor acrescentado.

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre livro de reclamações
Perguntas frequentes sobre resolução alternativa de conflitos

 

O que é que a ANACOM faz com as reclamações que recebe?

Ao receber uma reclamação, a ANACOM analisa o problema descrito pelo reclamante e, caso resultem indícios de que o operador reclamado incumpriu alguma regra cujo cumprimento caiba à ANACOM supervisionar, a situação é fiscalizada. Se for possível reunir prova da conduta do operador, é instaurado um processo de contraordenação que pode terminar com a aplicação de uma sanção.

No entanto, a ANACOM não intervém diretamente no conflito entre o cliente e o operador. Caso o operador não resolva a situação, recomendamos que recorra aos Centros de Arbitragem de Conflitos de Consumo ou aos Julgados de Paz. Estes mecanismos são mais rápidos e mais baratos do que os tribunais e as decisões têm o mesmo valor. Conheça mais informação na área Problemas com o seu operador?

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre livro de reclamações
Perguntas frequentes sobre resolução alternativa de conflitos

This website uses cookies to ensure its proper functioning and to analyse traffic. By clicking "Accept all cookies", you agree to the use of all our cookies.
By clicking "Reject non-essential cookies", you are rejecting optional cookies, but allowing the use of our essential cookies.
To check which cookies you are authorizing or rejecting, click on "Cookies policy".