Skip to Content

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE TDT PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE TDT

Como aceder à TDT

Ouvir com ReadSpeaker

O que é a TDT e que vantagens tem?

TDT significa televisão digital terrestre e é um serviço que veio substituir a televisão tradicional. Com a TDT, o sinal de televisão passou a ser transmitido de forma digital, em vez da forma tradicional (analógica), permitindo:

  • ver com melhor qualidade de som e de imagem os sete canais nacionais - RTP 1, RTP 2, RTP3, RTP Memória, SIC, TVI e ARTV - Canal Parlamento –, bem como a RTP Madeira e a RTP Açores, na Madeira e nos Açores, respetivamente;
  • ter acesso a um guia de programação eletrónico com informação sobre os programas disponíveis;
  • fazer gravações e pausas nas emissões, caso tenha um descodificador com gravação.

No futuro, as emissões da TDT passarão a ser disponibilizadas em alta definição (HD).

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

O que preciso de saber antes de aceder à TDT?

A TDT está disponível em todo o país, seja através de receção terrestre – zonas TDT – ou de receção por satélite – zonas DTH. Os equipamentos a adquirir para aceder à TDT são diferentes consoante o tipo de cobertura disponível no local a adaptar.

Assim, antes de adquirir qualquer equipamento deve informar-se sobre o tipo de cobertura disponível na sua morada – ou seja, se mora numa zona TDT ou numa zona DTH.

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Como é que posso saber se estou numa zona TDT (receção terrestre) ou numa zona DTH (receção por satélite)?

Para saber se a sua morada se encontra numa zona TDT ou numa zona DTH, ligue gratuitamente o número 800 200 838 ou visite o Portal da TDT. Nesta página, selecione a opção 'Cobertura' que surge no topo da página de entrada e insira as coordenadas geográficas da sua morada ou, em alternativa, a sua morada ou código postal.

Note que quanto mais precisa for a informação de morada que introduzir, mais precisos serão os resultados que vai obter.

Saiba mais:
Portal TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Se estiver numa zona TDT (receção terrestre), o que preciso de fazer para aceder à TDT?

Se reside numa zona com cobertura TDT, para aceder a este serviço a sua televisão precisa de ser capaz de receber o sinal digital. Algumas televisões mais recentes já vêm preparadas para o fazer, mas se a sua televisão for mais antiga pode precisar de comprar um descodificador.

Para aceder à TDT, a sua televisão ou o seu descodificador devem:

  • ser compatíveis com a norma DVB-T; e
  • ter capacidade de descodificar sinais de vídeo em MPEG-4/H.264.

Esta informação pode ser confirmada no manual dos equipamentos.

O descodificador deve ser ligado à televisão e à antena, através de uma tomada SCART ou HDMI, consoante o caso. Se a sua televisão for muito antiga e não tiver uma entrada SCART ou HDMI, será necessário comprar um descodificador com modulação integrada ou um modulador de sinal RF.

Depois de ligado o descodificador, deve passar a usar o telecomando do descodificador em vez do da televisão.

Deve também ter uma antena exterior adequada à TDT e orientá-la para o emissor que cobre a sua morada, se necessário com a ajuda de um técnico. Para saber qual é esse emissor, ligue gratuitamente o número 800 200 838 ou visite o Portal da TDT.

Qualquer um dos equipamentos necessários para aceder à TDT pode ser comprado nas lojas que vendem aparelhos eletrónicos. Se tiver dúvidas sobre as características dos equipamentos, peça ajuda a um funcionário.

Tenha em atenção que as antenas interiores apenas permitem aceder à TDT com qualidade e estabilidade em locais específicos, normalmente coincidentes com as zonas históricas de algumas cidades.

Saiba mais:
Antenas que se adequam à recepção de TDT em Portugal
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Se estiver numa zona DTH (receção por satélite), o que preciso de fazer para aceder à TDT?

Se reside numa zona de cobertura complementar via satélite (DTH), para aceder à TDT terá de comprar um Kit TDT Complementar (DTH). Este kit inclui um descodificador de satélite e o respetivo cartão, um telecomando e cabos de ligação. Pode comprá-lo nas lojas indicadas pela MEO.

Em situações pontuais, designadamente quando não exista uma loja que venda o Kit TDT Complementar no seu concelho, pode pedir que este lhe seja enviado por correio. Para mais informação, ligue gratuitamente o número 800 200 838. O pedido de envio do Kit TDT Complementar pode ser enviado para:

TDT
Apartado 1501
EC Devesas (Vila Nova de Gaia)
4401-901 Vila Nova de Gaia

O descodificador DTH deve ser ligado a uma antena parabólica. Pode comprar este equipamento nas lojas que vendem aparelhos eletrónicos ou utilizar uma que já tenha, se for o caso.
 
Depois de instalar a antena parabólica, ligue o cabo que vem da antena ao descodificador e depois ligue o descodificador à sua televisão, utilizando um cabo SCART ou HDMI, e sintonize automaticamente os canais. Se entender necessário, pode contratar os serviços de um técnico.

Depois de ligado o descodificador, deve passar a usar o telecomando do descodificador em vez do da televisão.

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Quais as características ou especificações técnicas dos equipamentos necessários para receber a TDT?

  As emissões de TDT em Portugal utilizam a tecnologia DVB-T e a compressão de vídeo MPEG-4/H.264.

Assim, para receber as emissões de TDT deverá confirmar se as especificações técnicas do(s) seu(s) equipamento(s) respeitam, no mínimo, duas condições:

  • compatibilidade com a norma DVB-T;
  • descodificação de vídeo em MPEG-4/H.264.

Se o(s) seu(s) equipamento(s) não respeitar(em) estas duas condições, poderá proceder das seguintes formas:

  • se pretende utilizar o seu atual televisor e tiver uma entrada SCART ou HDMI, deverá adquirir um descodificador externo, habitualmente uma set-top box, para ligar entre a tomada da antena e o televisor; o descodificador e o seu televisor devem no seu conjunto satisfazer as duas condições acima referidas;
  • se pretende comprar um novo televisor e não ter de instalar um descodificador externo, deverá adquirir um televisor digital integrado com capacidade de receção de DVB-T e descodificação de vídeo em MPEG-4/H.264;
  • se for assinante de um serviço de televisão por subscrição ou receber televisão sem ser através de uma antena terrestre exterior, não tem necessariamente de aderir à TDT.

Antes de adquirir qualquer equipamento certifique-se de que dispõe de acesso direto à TDT na sua residência. Se não estiver disponível ou tiver limitações, pode ser necessário outro tipo de equipamento diferente do usado para a receção da TDT (por exemplo, uma antena parabólica e um descodificador específico). Informe-se junto da MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, através do Portal TDT, ou do número gratuito 800 200 838. 

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

A TDT tem custos?

A TDT é um serviço gratuito, sendo apenas necessário ao utilizador que queira aceder a este serviço ter equipamentos de receção adequados. Estes equipamentos são diferentes consoante o tipo de cobertura – terrestre ou complementar via satélite (DTH) – disponível no local a adaptar.

Assim, antes de adquirir qualquer equipamento deve informar-se sobre o tipo de cobertura disponível na sua morada – ou seja, se mora numa zona TDT ou numa zona DTH.

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

É preciso ter um descodificador para ver TDT?

  Se tiver um televisor simples (analógico) ou um televisor digital integrado que descodifique apenas vídeo em formato MPEG2, precisa de ter um descodificador externo (set-top box).

Quando procurar um descodificador tenha em atenção que este deve respeitar as seguintes características:

  • ser compatível com a tecnologia DVB-T;
  • ser compatível com a norma MPEG4/H.264;
  • ter capacidade de descodificação em HD (alta definição), caso, no futuro,  queira ver televisão em HD.

Nas zonas de cobertura por meios alternativos à TDT (via satélite - zonas de receção DTH), informe-se junto da MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, nomeadamente através do número grátis 800 200 838 ou do Portal TDT, dado que os equipamentos necessários são diferentes dos utilizados na receção terrestre da TDT, anteriormente indicados.

Existem 3 tipos de descodificadores:

  • Descodificador básico (Zapper Box) - só permite ao utilizador aceder ao serviço de TDT, sem qualquer função adicional. Estes descodificadores podem ser de dois tipos:
    • Zapper Box SD - só proporciona acesso a serviços em definição normal e não em alta definição, mesmo que o televisor o permita;
    • Zapper Box HD - proporciona acesso a serviços em definição normal e em alta definição. No entanto, para obter alta definição deve ainda ter uma interface HDMI para ligar ao televisor e, naturalmente, um televisor HD.
       
  • Descodificador interativo - tem as funcionalidades de um descodificador básico e ainda acede a aplicações interativas.
  • Descodificador PVR (Personal Video Recorder) - trata-se de um descodificador que permite a gravação de programas e que pode ser de dois tipos:
    • com recurso a um disco rígido integrado;
    • ou através de uma ligação a um interface de um suporte de externo.    

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Como é que ligo o descodificador (set-top box)?

  O descodificador (set-top box) é ligado entre a tomada da antena e o seu televisor. Desligue o atual cabo da antena do seu televisor e ligue-o ao descodificador. Por fim, ligue o descodificador ao televisor.

Na solução mais comum, o descodificador e o seu televisor deverão ter tomadas SCART (ver figura 1), às quais deverá ligar um cabo (SCART-SCART) adequado aos dois equipamentos.

Tomada de interface do tipo SCART.

          

                     Figura 1
 

Se o televisor e o descodificador tiverem tomadas HDMI (ver figura 2), é aconselhável este tipo de ligação, para obter melhor som e imagem.
 

                     

                     Figura 2

 

                   O descodificador (set-top-box) é ligado entra a tomada da antena e o seu televisor.

                     Figura 3
 

Se o televisor não tiver qualquer das características referidas anteriormente, pode:

  • adquirir um descodificador com modulação integrada ou um modulador de sinal RF e um descodificador TDT;
  • comprar um televisor com DVB-T e MPEG4/H.264 ou com uma entrada SCART ou HDMI.

A ligação do descodificador DTH é idêntica à indicada para os descodificadores TDT: ligue o cabo que vem da antena parabólica de receção por satélite ao descodificador e depois ligue o descodificador ao televisor, utilizando um cabo SCART ou HDMI.
 

               Ligue o cabo que vem da antena parabólica de receção por satélite ao descodificador e depois ligue o descodificador ao televisor, utilizando um cabo SCART ou HDMI.

                Figura 4
  

Para mais informações consulte o Portal TDT

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Como é feita a sintonização da TDT?

  A sintonização da TDT depende do modelo e marca do descodificador ou do aparelho de televisão integrado que adquirir, mas todos terão um manual de instruções a descrever o procedimento. De um modo geral, os equipamentos podem efetuar a busca automaticamente, sendo que a sintonização dos canais deve ser feita utilizando o comando do descodificador, o qual servirá em diante para mudar de canal sempre que desejar.

No território continental, deverá sintonizar o seu televisor no canal 56 de UHF (750-758 MHz) encontrando-se ainda disponíveis os seguintes canais:

  •     Mendro, canal 40 de UHF (622-630 MHz)
  •     Monte da Virgem, canal 42 de UHF (638-646 MHz)
  •     Palmela, canal 45 de UHF (662-670 MHz)
  •     Lousã e Serra da Boa Viagem, canal 46 de UHF (670-678 MHz)
  •     São Mamede, canal 47 de UHF (678-686 MHz)
  •     Marofa, canal 48 de UHF (686-694 MHz)
  •     Montejunto, canal 49 de UHF (694-702 MHz)

Na Região Autónoma da Madeira deverá sintonizar o seu televisor no canal 54 (734-742 MHz).

Na Região Autónoma dos Açores deverá sintonizar:

  •     Ilha de S. Jorge - canal 47.
  •     Ilhas de S. Miguel e Graciosa - canal 48 (686-694 MHz).
  •     Ilha do Faial - canal 49 (694-702 MHz).
  •     Ilhas Terceira, S. Maria, Flores e Corvo - canal 54 (742-750 MHz).
  •     Ilha do Pico - canal 56.

Para mais informações consulte o Portal TDT

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Posso ter a TDT em mais do que uma televisão em casa?

Para poder ver canais de televisão diferentes em cada televisor, em princípio, será necessário um descodificador por televisor. Se os televisores não tiverem descodificador integrado, terá de adquirir descodificadores externos.

Pode também optar por distribuir o sinal por vários televisores a partir de um único ponto. No entanto, com esta solução, recomendamos que contacte um técnico especializado, para não perder a possibilidade de ver canais de televisão diferentes, em simultâneo, nos vários televisores. 

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Posso usar o meu leitor/gravador de DVD ou de vídeo com a TDT?

É possível continuar a usar o seu leitor/gravador de DVD ou de vídeo com a TDT. Habitualmente, os descodificadores TDT (e as televisões com descodificador integrado) têm outras saídas que podem ser ligadas a um leitor ou gravador.
 
Alguns descodificadores têm um disco rígido que permite gravar, parar e reiniciar a emissão.

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Se for cliente de um serviço de televisão por subscrição, posso aceder à TDT?

Quem tem serviços de televisão por subscrição (televisão paga), em princípio, não precisa de aceder à TDT.

No entanto, deve verificar se todos os seus televisores estão ligados ao serviço de televisão por subscrição. Caso não estejam, pode prepará-los para aceder à TDT. O mesmo acontece se pretender deixar de subscrever os serviços de televisão paga.

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Do que é preciso para ter a TDT em alta definição (HD)?

Não é indispensável que o seu equipamento de receção de TDT suporte alta definição, mas é aconselhável.

O modelo de TDT adotado em Portugal prevê a  emissão dos canais abertos em definição standard (SD) e a emissão partilhada destes canais em alta definição (HD). Contudo, a capacidade de transmissão atual do serviço de TDT ainda não permite que todos os programas sejam emitidos em simultâneo em alta definição. A emissão de um programa em alta definição requer uma capacidade de transmissão muito superior à emissão do mesmo programa em definição normal.

Por outro lado, a evolução tecnológica aponta para que as emissões tendam a ser, no futuro, apenas em alta definição.

Para aceder à TDT em alta definição precisará, nessa altura, de ter uma televisão digital integrada ou um equipamento descodificador externo (set-top-box) com capacidade de descodificação de alta definição.

Precisa também de ter um televisor preparado para alta definição, ou seja, com uma resolução vertical mínima de 720 linhas (720p). Estes televisores vêm identificados com o selo "HD Ready" ou "Full HD", este último correspondente a uma resolução vertical de 1080 linhas.

Tenha em atenção que, se possuiu  ou vai adquirir um equipamento de receção que apenas suporta emissões em definição standard (SD), poderá vir a ficar sem acesso ao serviço de TDT se as emissões passarem exclusivamente para HD. 

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

É indispensável que o meu equipamento de receção de TDT suporte alta definição (HD)?

Atualmente não é indispensável, mas é de todo aconselhável.

A evolução tecnológica aponta para que as emissões tendam a ser, num futuro próximo, apenas em alta definição (HD).

Tenha assim em atenção que, se possui  ou vai adquirir um equipamento de receção que apenas suporta emissões em definição standard (SD), poderá vir a ficar sem acesso ao serviço de TDT na data em que as emissões passarem exclusivamente para HD. 

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Quem tem direito à comparticipação do Kit TDT Complementar (DTH)?

Os utilizadores que residam em zonas DTH – ou seja, zonas em que o acesso ao serviço de TDT só está disponível através de satélite – têm direito a receber uma comparticipação na compra dos dois primeiros Kits TDT Complementar (DTH) por habitação, desde que não tenham serviços de televisão por subscrição (televisão paga) nas suas moradas. Esta comparticipação pode ser pedida até 9 de dezembro de 2023.

O preço do Kit TDT Complementar (DTH) é de 77€, sendo o valor da comparticipação a atribuir aos residentes em zonas DTH que preencham os requisitos referidos de 47€. Assim, o valor do equipamento após a comparticipação é de 30€.

Os beneficiários desta comparticipação podem optar por comprar os equipamentos pagando seu valor total e pedir posteriormente a comparticipação junto da MEO ou, em alternativa, apresentar previamente a documentação necessária para confirmar que preenchem os requisitos para atribuição da comparticipação e levantá-los na loja pelo valor já comparticipado, no prazo de 5 dias úteis.

Para pedir a comparticipação, os beneficiários devem apresentar o formulário de comparticipação  preenchido e os seguintes documentos:

  • documento de identificação pessoal (Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade ou Passaporte) ou certidão do registo comercial (no caso de empresas);
  • Cartão de Contribuinte, caso não apresentem o Cartão de Cidadão;
  • comprovativo de morada referente a um dos últimos três meses (por exemplo, fatura de eletricidade, água, gás, telefone ou outros serviços de comunicações eletrónicas);
  • fatura de compra do Kit TDT Complementar (DTH) e comprovativo de NIB (número de identificação bancária), quando já tenha adquirido o equipamento.

Esta documentação deve ser apresentada na loja onde se dirigir para comprar o Kit TDT Complementar ou enviada para a seguinte morada:

TDT
Apartado 1501
EC Devesas (Vila Nova de Gaia)
4401-901 Vila Nova de Gaia

Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Quanto custa o Kit TDT Complementar (DTH)?

O preço do Kit TDT Complementar (DTH) é de 77€, mas os residentes em zonas DTH – ou seja, zonas em que o acesso ao serviço de TDT só está disponível através de satélite – têm direito a receber uma comparticipação, desde que não tenham serviços de televisão por subscrição (televisão paga) nas suas moradas. Esta comparticipação é de 47€, aplica-se aos dois primeiros equipamentos por habitação e pode ser pedida até 9 de dezembro de 2023.

Para que serve um modulador RF

Caso disponha de um televisor mais antigo sem ficha SCART que permita ligar um descodificador externo (set-top-box), pode recorrer a um modulador RF externo ou a um descodificador com modulador RF integrado, que tem como função transformar o sinal para poder ser ligado diretamente ao televisor, através da ficha de antena normal, do tipo que se apresenta na figura abaixo: 
 

                                                                      


Saiba mais:
Portal da TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Quem fiscaliza o funcionamento da TDT?

É à MEO, enquanto operador da rede de TDT, que cabe, em primeira linha, garantir o correto funcionamento do serviço ao nível da emissão do sinal.

A ANACOM, por sua vez, fiscaliza o cumprimento das obrigações da MEO através de:

  • ações de monitorização realizadas no terreno, quer por iniciativa da ANACOM, quer na sequência de reclamações;
  • um conjunto de 390 sondas instaladas por todo o território continental que recolhem informação sobre o sinal TDT distribuído por via terreste através do canal 56 (rede de frequência única ou SFN), permitindo avaliar o nível da receção/cobertura e detetar eventuais problemas.

Na página institucional da ANACOM na Internet está disponível uma ferramenta que permite consultar as ações de monitorização do sinal de TDT que são realizadas, bem como um mapa das sondas TDT e a informação por elas recolhida.

Saiba mais:
Ações de monitorização do sinal de TDT
Mapa das sondas TDT
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

Quem pode ajudar na sintonia da TV/box?

Todas as dúvidas que tiver sobre a sintonia dos canais para a receção de televisão digital terrestre (TDT) podem ser esclarecidas  através de consulta na área da televisão digital ou através  do número gratuito do serviço de atendimento da TDT  800 10 20 02, disponível todos os dias, das 9h00 às 22h00. 
 
 

Quando tenho de ressintonizar a TV/box?

 A ressintonia da TV/box de quem recebe a televisão digital terrestre (TDT) tem de ser efetuada quando ficar sem imagem no televisor.

Saiba como sintonizar aqui

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

O que tenho de fazer para sintonizar os novos canais TDT?

Para proceder à sintonização dos novos canais de televisão digital terrestre (TDT) – quando ficar sem imagem no televisor -  basta efetuar nova sintonia - automática ou manual – através do comando do seu equipamento (descodificador de TDT ou da TV) para voltar a ter a emissão da TDT.
 

                           

 

Saiba mais:
Perguntas frequentes sobre o passado da TDT

 

This website uses cookies to ensure its proper functioning and to analyse traffic. By clicking "Accept all cookies", you agree to the use of all our cookies.
By clicking "Reject non-essential cookies", you are rejecting optional cookies, but allowing the use of our essential cookies.
To check which cookies you are authorizing or rejecting, click on "Cookies policy".